Beata Lindalva

Como Filha de São Vicente de Paula, dedicava-se ao serviço dos pobres e tornou-se mártir da castidade por testemunhar a fidelidade a seu Esposo Cristo Jesus! Conheça sua...


Cadastre-se e receba nosso informativo:
E-mail: Cadastrar | Remover
Canais
Principal
COMECE AQUI !
Patrocinadores
Santos
ELENCO GERAL
Beato Inácio e Com.
São Roque e Com.
São José de Anchieta
Santa Paulina
Santo Antônio Galvão
Santos Mártires RN
Beato Eustáquio
Beato Mariano
Beata Albertina
Beatos Manuel e Adílio
Beata Lindalva
Beata Bárbara Maix
Beata Dulce
Beata Nhá Chica
Beata Assunta Marchetti
Beato Pe. Victor
Beato João Schiavo
Ven. Teodora Voiron
Ven. Antonieta Farani
Ven. Rodolfo Komorek
Ven. Attilio Giordani
Ven. Ir. Serafina
Ven. Me. Ma. Teresa
Ven. Dom Viçoso
Ven. Marcello Candia
Ven. Pelágio Sauter
Ven. José Marchetti
Ven. Daniel de Samarate
Ven. Pe. Donizetti
Ven. Frei Damião
Ven. Nelsinho Santana
Ven. Frei Salvador Pinzetta
Outras Biografias
Temas
Papa Bento XVI
Santos do Brasil
Processos de Canonização
Beatificação e Canonização
Comunhão dos Santos
 
E-mail:
Senha:
 
» Santos do Brasil » Frei Damião
 

- Venerável Frei Damião de Bozzano

Venerável Frei Damião de Bozzano

(5/nov/1898 - 31/maio/1997)

 

sacerdote e religioso capuchinho

 

Conhecido no Nordeste brasileiro como o “santo das missões”, Frei Damião era natural da cidade de Bozzano, na região da Toscana, Itália. Nasceu no dia 5 de novembro de 1898, filho dos camponeses Félix e Maria Giannotti, e no batismo recebeu o nome de Pio Giannotti. Desde  criança manifestou sua piedade e seu gosto pela oração e meditação, trazendo continuamente consigo a cruz de Jesus Crucificado.

O pequeno Pio começou seus estudos religiosos aos 12 anos na Escola Seráfica de Camigliano e aos 16 ingressou na Ordem dos Capuchinhos, em maio de 1914, recebendo o hábito religioso no Convento da Vila Basílica.

Com a eclosão da 1ª guerra mundial em 1917, foi convocado para servir no exército italiano, onde passou três anos, afastado dos estudos religiosos. Após este período retornou à vida religiosa e foi ordenado sacerdote em 5 de agosto de 1923, na Igreja de São Lourenço de Bríndisi, em Roma. Completou sua formação na Universidade Gregoriana, onde fez doutorado em Teologia Dogmática, Filosofia e Direito Canônico.

Em 1931, aos 33 anos, frei Damião deixou a Itália acompanhado por outros dois frades,  rumo ao Brasil. Veio para o convento da Penha, em Recife, PE. Celebrou  sua primeira missa no Brasil em Gravatá, a 83 km de Recife, a 5 de agosto de 1931. Logo no início ele tinha dificuldades em se comunicar com os fiéis. Utilizava uma linguagem gestual, que logo se desfez, quando passou a conhecer melhor a língua portuguesa. Em pouco tempo de trabalho missionário, sua figura carismática já chamava atenção dos humildes habitantes dos povoados, vilas e lugarejos do sertão nordestino, nas suas contínuas andanças pregando o evangelho e normas da conduta cristã.

De 1939 a 1945, período em que ocorreu a Segunda Guerra Mundial, Frei Damião, foi proibido de realizar missões, devido a sua origem italiana, permanecendo recluso em um convento em Maceió até 1945.

Preocupação constante de frei Damião era confessar, realizar casamentos coletivos, batizar e celebrar a eucaristia. O povo sofrido de imediato reconheceu nele seu apóstolo maior. Recebeu o título de cidadão honorário de 27 cidades, concedidos em reconhecimento pelos grandes benefícios que trazia à população.

Frei Damião pregava as missões por dias seguidos, até uma semana, em uma atividade intensa, sempre em presença de grande massa popular. Houve épocas  em que chegou a passar nove meses seguidos fora do convento, viajando de cidade em cidade.

Como eram os dias de missão? Frei Damião, de campainha na mão, cantava e chamava o povo para a Igreja, para a Procissão da Penitência, às quatro horas da manhã. Às cinco horas era celebrada a primeira missa, e depois disso a primeira pregação em praça pública. Continuava então atendendo as confissões até meio-dia, fazendo uma pausa para o café às sete. Meio-dia almoço, breve repouso para meditação e retorno ao confessionário. A tarde é dividida entre confissões, palestras para  padres, mulheres casadas, solteiras e catequese de crianças. Realiza também batizados, crismas e casamentos coletivos. No fim da tarde o terço, mais uma pregação e de volta ao confessionário até a meia-noite. Às quatro da manhã, de novo com a campainha na mão, tudo recomeça, por dias seguidos...Foi sempre assim, nordeste afora, durante 60 anos.

Homens e mulheres de todas as idades acorriam de todas as partes, alguns viajando centenas de quilômetros, para receber bênçãos, pedir graças e perdão para os pecados. Sua fama de milagreiro  se espalhou entre o povo a ponto de que muitos se aproximavam apenas para tocar suas vestes, recolher restos de suas refeições, objetos que ele houvesse tocado, acreditando que receberiam graças e cura para seus males. Pesquisa realizada em 1988 por seminaristas do Instituto Teológico do Recife registrou 80 milagres creditados a Frei Damião, tanto “curas assombrosas” como domínio de fenômenos da natureza, como os apelos de chuva nas regiões tão afetadas pela seca prolongada. Mas nosso religioso advertia: “é o povo que inventa os milagres...os milagres só chegam para quem tem fé”. Mesmo assim, tem-se notícias de curas inexplicáveis acontecidas na região. A Igreja sempre tratou com muita prudência o assunto, procurando distinguir o verdadeiro do fanatismo, ou sensacionalismo.

Em suas andanças pelo nordeste frei Damião foi acompanhado durante os últimos 50 anos de vida pelo Frei Fernando Rossi, capuchinho italiano que o ajudava e assistia, principalmente nos últimos tempos, quando, já bem doente, tinha dificuldade de se locomover em virtude de uma deformação na coluna vertebral, que também prejudicava sua respiração. O médico Blancard Torres, que cuidou de sua saúde por muitos anos, reconhecia nele um paciente diferente: quando hospitalizado, quer sair para juntar-se aos romeiros e peregrinos no convento, sempre apegado ao terço que rezava continuamente; gostava da vida, e sobretudo tinha muita fé.

O mês de maio de 1997 foi de continuo sofrimento para nosso frei. Após internação no dia 7, no Hospital Português, no Recife, foi acometido por derrame cerebral no dia 13, e no dia 27 sofreu parada cardiorrerspiratória, vindo a falecer no dia 31, dia da Visitação de Nossa Senhora, às 19h20.

Romeiros de várias partes do Brasil, personalidades públicas, políticos, líderes religiosos de outras igrejas, e mesmo agnósticos, se dirigiram a Recife para acompanhar o velório. Parentes vieram da Itália para o último adeus. Após a missa campal celebrada no Estádio do Arruda, com a presença de cerca de 35 mil pessoas, seu corpo foi enterrado no convento do Pina, no dia 4 de junho. A notícia de sua morte repercutiu também na Itália, Portugal, Inglaterra e outros países; jornais, emissoras de rádio e televisão dedicaram notícias a seu respeito, lamentando a morte do “santo do nordeste”. O Papa João Paulo II se referiu a Frei Damião como um dos últimos grandes pregadores itinerantes do nosso tempo.

A mensagem de Frei Damião foi praticamente a mesma durante seus mais de 60 anos de missões populares: “Deus criou o homem para que, nesta vida, praticando a virtude e evitando o pecado, fique livre do inferno e ganhe o céu”. Condenava a impureza como o pecado mais comum. Foi considerado por muitos teólogos como ultrapassado, longe da realidade dos tempos e da própria Igreja, já sob a influência das  mudanças advindas com o Concílio Vaticano II. No entanto, os depoimentos de muitos bispos fazem-lhe justiça pelo seu trabalho junto às massas populares, um autêntico homem de Deus, pois jamais ensinou algo errado, e sua pregação era simples, direta, popular e incisiva. Convertia não só pela sua palavra, mas sobretudo pelo seu exemplo.

 

 

 

Oração

para pedir a beatificação e canonização

do Servo de Deus Frei Damião

Santíssima Trindade, Pai, Filho e Espírito santo!

Eu Vos adoro e Vos agradeço como fonte de todo Bem. Eu Vos agradeço pelas graças e favores concedidos ao vosso servo, o Missionário Frei Damião, durante sua longa vida terrena.

Pela vossa graça, ele foi discípulo e fiel seguidor de Jesus Cristo, no anúncio incansável da Palavra e no testemunho do amor aos pobres e pequenos. Segundo o exemplo do Mestre, ele foi o servidor dos irmãos, exercendo o ministério da acolhida e celebrando com eles a reconciliação com o Pai, no sacramento da Santa Confissão.

Pela vossa graça, o seu coração pulsou de inflamado amor por Jesus, por Maria e pela Igreja, aos quais ele foi fiel até o fim. Dignai-vos agora, ó Trindade Santíssima, enquanto glorificai nos céus os seus méritos, dons de Vosso Amor, fazei irradiar na terra as suas virtudes e exemplos, para a edificação dos Vossos fiéis e para o louvor do Vosso Nome, elevando-o à glória dos altares.

E, concedei-me, pela intercessão do Vosso servo Frei Damião, a graça que humilde e confiante Vos suplico... (menciona-se a graça silenciosamente).

Pai Nosso e Ave Maria

A Vós o louvor, a Vós a glória, a Vós a ação de graças, ó Bem-aventurada, ó Bendita, ó Gloriosa Trindade: PAI, FILHO E ESPÍRITO SANTO. AMÉM!

 

Dies natalis: 31 de maio

Restos Mortais: no Convento do Pina, Recife, PE (endereço abaixo).

Causa de Canonização: sediada na Arquidiocese de Olinda e Recife. Ator: Província Nossa Senhora da Penha do Nordeste do Brasil, dos Frades Menores Capuchinhos.

Abertura da causa em 31/jan/2003; início do Processo Informativo Diocesano em 31/maio/2003, 6º aniv. da morte. Decreto da Heroicidade das Virtudes pelo Santo Padre em 8.4.2019. 

Postulador Geral: Frei Flório Tessari, ofmcap; vice-postulador: Frei Rinaldo Pereira dos Santos, ofmcap

Bibliografia sobre frei Damião:

OLIVEIRA, Gildson. Frei Damião – o santo das missões. São Paulo: FTD, 1997

SILVA, José Luiz. Frei Damião. Natal, 1991

 Dr. Blancard TORRES. Frei Damião – o santo e o médico. Belo Horizonte: Ed. Alpha Ltda, 2004.

Para comunicar graças alcançadas por intercessão de Frei Damião:

Vice-Postulação da Causa de Beatificação de Frei Damião

Convento de São Félix de Cantalice

Rua José Rodrigues, 160  -  Pina

51011-400   Recife – PE

Tel.: (81) 3465-8632

rinacap@terra.com.br (vice-postulador Frei Rinaldo P. dos Santos, ofmcap)

 

 

Inserida por: Administrador fonte:  administrador


 
 
 
Elaboramos esse site
com o objetivo de divulgar nossos santos.
 
 

Hospedagem e
Desenvolvimento